Fibras de celulose artificiais, incluindo viscose, modal e liocel  Proteger as florestas ameaçadas

A viscose (também conhecida como raiom), o modal e o liocel são obtidos da celulose feita da polpa dissolvida de árvores. Eles representam 7,5% dos materiais usados na C&A.

Menos de 20% das florestas nativas do mundo permanecem em extensões de terra grandes o bastante para manter a diversidade biológica [FONTE: Canopy]. Temos a responsabilidade de proteger o que restou. E precisamos fazer isso rapidamente – no ritmo atual, 55% da Floresta Amazônica pode desaparecer até 2030.

Estamos trabalhando com a CanopyStyle Initiative para rastrear as florestas nativas e ameaçadas de extinção no mundo, juntamente com outros 160 parceiros de marca. Aderimos à iniciativa em 2015 e publicamos nossa política de Florestas e Tecido (Forest & Fabric) no mesmo ano.

Nosso compromisso global, liderado pela C&A China, significa que avaliaremos nossa compra de fibras de celulose e:

  • Eliminaremos a compra de tecidos feitos com celulose de florestas nativas e ameaçadas de extinção, e outras fontes controversas.
  • Demonstraremos uma preferência por fornecedores que trabalham para preservar florestas ameaçadas ou que utilizam métodos certificados pelo FSC.
  • Treinaremos e envolveremos fornecedores na CanopyStyle Initiative, incentivando-os a conduzirem auditorias de verificação e compartilharem publicamente seus resultados.

Também reconhecemos que os impactos da produção de viscose não acabam na floresta. Nesse sentido, estamos comprometidos com o plano de ação da Changing Markets Foundation rumo à produção de viscose mais limpa, bem como em trabalhar com a ZDHC no desenvolvimento de normas e protocolos para avaliar o desempenho e promover melhorias contínuas na produção de fibra.

Nosso desempenho em 2017

Medidas ousadas para liderar o mercado

Em 2017, todos os fornecedores da C&A Europa e da C&A China assinaram um contrato para comprar viscose de apenas dois fornecedores - Birla e Lenzing - na produção de vestuário para a C&A. Ambas as empresas são fornecedores terceirizados de celulose e sua verificação confirmou seu “baixo risco” em termos de fibras controversas. Essa verificação nos garante que eles têm as práticas corretas implantadas para impedir que produtos provenientes de florestas antigas ou ameaçadas entrem em sua rede de fornecimento.

Somos uma das únicas grandes marcas a tomar essa medida significativa, a fim de enviar um sinal claro ao mercado de que levamos a sério a proteção das florestas do mundo. Como a C&A Europa representa a maioria da viscose usada dentro da empresa, nosso novo contrato fará uma diferença real.

A partir de 2018, todos os produtos que contenham fibras de celulose artificiais, que sejam entregues nas lojas C&A na Europa e na China, serão adquiridos de produtores cujas práticas não envolvam florestas antigas e ameaçadas.


O programa-piloto de uma celulose mais sustentável no Brasil

A C&A Brasil lançou um piloto para compreender como nossa política de Florestas e Tecido (Forest & Fabric) pode ser implementada em suas redes de fornecimento domésticas, e constatou que os sistemas de gestão de fornecedores precisam ser melhorados a fim de estarem em conformidade. Planejamos uma implementação adicional da abordagem em nossa rede de fornecimento brasileira em 2018.


Ajudar a mudar o mercado

A CanopyStyle Initiative tem como objetivo transformar todo o mercado de fibra de celulose artificial e eliminar a compra de tecidos feitos de celulose de florestas nativas e ameaçadas de extinção e outras fontes controversas. Para isso, os produtores devem passar pela auditoria de verificação da CanopyStyle e publicar seus resultados.

Até o momento, a CanopyStyle confirmou, por meio de auditorias, que 25% da produção global de fibra de celulose artificial apresenta baixo risco de aquisição a partir de florestas nativas e ameaçadas de extinção. Outros três produtores adicionais, que representam 30% da produção global, estão atualmente em processo de auditoria pela CanopyStyle. A publicação de seus resultados deve ocorrer em 2018.

Precisamos que as marcas e os varejistas continuem a apoiar a iniciativa e passem um forte sinal ao mercado. Por essa razão, a C&A Foundation está apoiando a Canopy para ajudar a fortalecer a iniciativa, a fim de que novas marcas se juntem.
 

Redução do carbono por meio de viscose mais sustentável

Estimamos que nossa aquisição de viscose mais sustentável em 2017 evitou 20.124 toneladas de emissões de CO2, uma redução de 19% em comparação à viscose convencional.

Leia mais sobre como reduzimos nossas emissões de CO2

Próximos passos

Implementar o nosso compromisso global

Em 2018, com base no que aprendeu com o primeiro piloto, a C&A Brasil aumentará sua aquisição de materiais de celulose de produtores que tenham sido verificados como apresentando baixo risco de fibra controversa. A C&A México desenvolverá sua abordagem primeiramente investigando sua rede de fornecimento.
 

Olhar as práticas de manejo ambiental de produtores de fibra de celulose artificial

A compra de matéria-prima é apenas um entre os muitos desafios na produção de fibras de celulose artificiais. Estamos comprometidos em trabalhar com a indústria e com os produtores para melhorar as práticas ambientais e de uso de produtos químicos nas instalações de tecelagem de celulose e reparar as atuais contestações.

C&A logo

You have arrived at the English language version of this site.