Mensagem de nossos líderes  

Aos stakeholders da C&A,

Tornar a moda sustentável o novo normal é um trabalho difícil, mas recompensador. Em 2018, tivemos mudanças significativas na indústria da moda, onde a normalização da moda circular e sustentável será essencial para a longevidade da marca e o envolvimento do cliente.

Ao mesmo tempo, estamos cientes de que a moda global enfrenta um ambiente econômico desafiador e em transformação, marcado pela mudança nas tendências de consumo, um déficit na confiança e outras forças externas. O crescimento contínuo e meteórico do e-commerce, as recentes incertezas no comércio global e o crescente interesse dos consumidores em modelos de negócios circulares são apenas algumas das tendências que prometem mudanças ainda maiores pela frente, que desafiarão a indústria da moda.

Acreditamos que o foco resiliente da C&A na sustentabilidade em nossas operações, em nossa cadeia de valor e em nossas lojas foi fomentado pela visão e valores que possuímos através dos mais de 178 anos de patrimônio. A sustentabilidade é uma meta de longo prazo para nós, medida em gerações. E da mesma forma que os desafios de negócios enfrentados por nossa indústria exigem que sejamos criativos e ágeis em nossas estratégias, assim também é nossa visão de tornar a moda sustentável o novo normal. Essa visão nos motiva e nos inspira. E nos traz a estrutura para a tomada de decisões. E isso nos impulsiona, ano após ano, em direção a uma maior inovação nas formas de obter, fabricar e vender nossos produtos. Orgulhamo-nos do progresso que fizemos até agora e de como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU nos conduziram:

Avançar a moda circular e impulsionar a inovação, apoiando o ODS 12 e o ODS 17 - Já lançamos no mercado quase 4 milhões de peças de nosso revolucionário vestuário com certificação Cradle to Cradle TM - incluindo o primeiro jeans com certificação Cradle to Cradle TM nível Gold do mundo, oferecido em 2018. Também estamos compartilhando nossos aprendizados com a indústria por meio de planos de ação de código aberto preparados com a Fashion for Good, para que outros tenham recursos para adotar a abordagem circular. Temos procurado e testado ativamente fibras, modelos de negócios e inovações circulares com as startups da Fashion for Good, e estamos satisfeitos com a promessa de colaboração pré-competitiva em desafios de sustentabilidade com outros parceiros da marca.

Fazer a nossa parte para minimizar as alterações climáticas, apoiando o ODS 13 - As alterações climáticas continuam a ser um dos principais desafios do nosso tempo e temos trabalhado arduamente nas Science-Based Targets, em linha com o Acordo de Paris. Só neste ano, apoiando a agricultura orgânica e sustentável, conseguimos evitar 116.000 toneladas de emissões de CO2 (mtCO2e), o equivalente às emissões anuais de CO2 de mais de 70.000 automóveis. Em 2019, finalizaremos nossas metas e as comunicaremos publicamente.

Oferecer ainda mais transparência em apoio aos ODS 8 e ODS 12 - Continuamos conduzindo a nós mesmos e a nossa rede de fornecimento no caminho para a transparência radical. Isso inclui a divulgação de todo o nosso inventário de gases de efeito estufa e pegada hídrica - como uma das poucas marcas de moda a fazê-lo. Em 2018, também lançamos uma ferramenta inovadora para rastrear os produtos químicos usados em nossa rede de fornecimento e promover uma gestão química mais segura, e começamos a explorar a tecnologia blockchain para rastreabilidade do algodão orgânico. Também continuamos a publicar nossa lista completa e atualizada de fornecedores e, é claro, compartilhamos nossa jornada com você por meio deste relatório.

Líder em algodão orgânico, apoiando o ODS 6, o ODS 12 e o ODS 13 - O algodão compõe 57% das matérias-primas que compramos, e em 2018, fomos o maior comprador mundial de algodão orgânico pela sexta vez, com 38% do nosso algodão obtido como orgânico certificado. Sabemos que este não é o fim da história. Também temos que desenvolver e comprar viscose, poliéster e outras fibras mais sustentáveis, incluindo opções recicladas. Em 2018, a C&A Europa vendeu mais de 300.000 itens contendo poliéster reciclado e 95.000 peças contendo algodão reciclado, e pretendemos aumentar essa tendência. Além disso, trouxemos para o mercado mais de 1,3 milhão de produtos contendo plumas e penas, 100% deles certificados como Responsible Down Standard. Finalmente, o uso de lã de angorá foi banido e, a partir da Primavera/Verão de 2019, nenhum produto com essa lã será vendido.

Permitir que nossos clientes atuem de forma mais sustentável, apoiando o ODS 12 - O foco mais importante do nosso negócio são os 3,5 milhões de visitantes que recebemos todos os dias em nossas lojas ao redor do mundo, que desempenham um papel importante na criação da moda sustentável. Junto com nossa campanha de longo alcance #WearTheChange, agora em todos os mercados de varejo da C&A, expandimos nosso programa de coleta de roupas usadas para novas regiões geográficas. Agora, clientes de oito países podem levar suas roupas usadas para as lojas da C&A, e os clientes de um nono país podem participar de nosso programa on-line de coleta de roupas usadas.

Envolver nossos funcionários na transformação do setor que todos compartilhamos, dando suporte aos ODS 5, ODS 8 e ODS 17 - Em 2018, assistimos ao lançamento de nossa campanha Inspiring World (chamada O Mundo que te Inspira no Brasil), na qual quase 33.000 funcionários compartilharam sua visão de um mundo melhor. Com a C&A Foundation, o programa forneceu mais de € 1 milhão para instituições e organizações sociais escolhidas pelos funcionários e beneficiaram mais de 250.000 pessoas.

Colaborações em escala, apoiando o ODS 8 e o ODS 17 - As colaborações em todo o setor são essenciais para o progresso da sustentabilidade e para a mudança em grande escala necessária para revolucionar o setor. Entre muitas outras alianças importantes, em 2018, continuamos nosso estreito envolvimento com a ACT (Action, Collaboration, Transformation), um acordo inovador entre marcas globais, varejistas e sindicatos para transformar a indústria de vestuário, têxtil e calçadista. Com outras marcas da ACT, estamos nos esforçando para garantir salários dignos aos trabalhadores da indústria de vestuário nos principais países fornecedores, estabelecendo acordos coletivos nacionais, assim como ferramentas e práticas de avaliação de compras responsáveis para a indústria. Por fim, continuaremos a apoiar e fornecer nosso conhecimento técnico à Ellen MacArthur Foundation, no desenvolvimento de abordagens circulares para a indústria de vestuário. E, claro, nos associamos à C&A Foundation para apoiar a mudança sistêmica de práticas sociais e ambientais em todo o setor.

Nos próximos meses, continuaremos a examinar o progresso que fizemos em relação aos nossos objetivos para 2020, já que os estabelecemos há quase cinco anos. Examinaremos de perto as lições que aprendemos ao longo do caminho ao definirmos nossas ambições e nosso papel no futuro da moda sustentável. Mais tarde, em 2020, esperamos anunciar nossa nova estratégia global de sustentabilidade.

Percorremos um longo caminho desde 2015, quando desenvolvemos nossa primeira estratégia global de sustentabilidade.  Encorajamo-nos pelo nosso progresso, mas reconhecemos que temos muito mais a fazer. Continuaremos a incorporar a sustentabilidade mais profundamente nos negócios, desenvolver capacitação para práticas sustentáveis em nossa rede de fornecimento e aumentar nossa liderança em sustentabilidade em nossos mercados de varejo. Em última análise, estamos confiantes de que a moda sustentável se tornará dominante e, neste relatório, compartilhamos de maneira transparente nosso progresso em direção a esse objetivo - tanto os sucessos quanto os desafios. Nos sentimos encorajados pelo nosso progresso e reconhecemos que devemos manter nossa liderança e influência para assegurar o ímpeto e a ambição. Colaborativamente, e com uma mentalidade de aprendizado, acreditamos que podemos tornar a moda sustentável o novo normal.

Edward K. Brenninkmeijer

CEO da C&A AG, Chairman do Comitê Global de Sustentabilidade, Presidente do Conselho da C&A Foundation

Jeffrey Hogue

Diretor Global de Sustentabilidade da C&A