Produtos Sustentáveis  Atuando para nossos clientes

Queremos popularizar a moda sustentável. Essa é a razão dos nossos esforços para produzir roupas de forma responsável e sustentável, e tornar esses conceitos altamente visíveis em nossas coleções. Isso significa que estamos sempre buscando fazer as melhores escolhas possíveis para nossos clientes, de forma que eles não precisem escolher entre o que é sustentável e o que não é. Procuramos uma variedade de fontes de fibra sustentável e reciclada e novos produtos de moda circular, e asseguramos que os trabalhadores em nossa rede de fornecimento sejam tratados com dignidade e respeito. Em 2018, mais de 49% das roupas oferecidas em nossas lojas eram mais sustentáveis e certificadas ou verificadas de acordo com padrões de terceiros confiáveis.

Nosso compromisso fundamental com o algodão orgânico certificado apoia o setor, assim como nosso trabalho de adquirir Better Cotton, a compra de 100% de nossas plumas e penas da Responsible Down Standard (RDS) e de viscose em linha com a CanopyStyle Initiative. Ao mudar uma parte significativa do mercado rumo à uma transformação positiva, podemos começar a fazer da sustentabilidade o novo normal. Em 2018, fizemos um progresso significativo em relação às nossas metas para 2020, obtendo 71% do nosso algodão de forma mais sustentável e oferecendo o primeiro jeans no mundo com a certificação Cradle to CradleTM nível Gold a um preço acessível. O nosso sólido recorde na determinação de mudanças positivas na indústria do vestuário, juntamente com um histórico de 178 anos oferecendo as melhores roupas aos nossos clientes, nos permite acreditar que alcançaremos nossas ambiciosas metas. Para termos sucesso, precisamos revisar e atualizar continuamente nossas abordagens, acelerar nossos esforços, firmar parcerias com outras partes na indústria de vestuário e continuar desafiando o status quo.

Materiais sustentáveis

Moda circular

Qualidade e segurança dos produtos

Nossa ambição: moda com impacto positivo

Queremos um futuro no qual roupas sustentáveis não sejam a alternativa - e sim a norma. Podemos ajudar a criar esse futuro sempre trabalhando de forma a respeitar as pessoas, a natureza e o meio ambiente. Normalizar a sustentabilidade significa repensar os processos de produção em toda a nossa rede de fornecimento. A indústria da moda deve abraçar a economia circular, começando por idealizar produtos pensando no seu próximo ciclo de uso, protegendo os ecossistemas e proporcionando um trabalho digno para as pessoas. Os produtos serão idealizados e confeccionados para seu próximo ciclo de vida, e a moda exercerá continuamente um impacto positivo em nosso planeta e nas pessoas.

Leia mais sobre nosso trabalho com moda circular.

Nossas metas para 2020 nos colocam no caminho certo para alcançarmos essa ambição. Esforçamo-nos para:

  • Oferecer os produtos mais sustentáveis que conseguirmos​​, com respeito por aqueles que fazem parte de nossa rede de fornecimento.
  • Sempre usar padrões de terceiros confiáveis e revisados por outras empresas do setor para administrar a integridade de nossas posições. Conduzir due diligence no campo.
  • Continuar a impulsionar a oferta e demanda de algodão orgânico e Better Cotton.
  • Adquirir matérias-primas sustentáveis ​​e usar uma menor quantidade de matérias-primas menos sustentáveis, ​​quando possível.
  • Sempre respeitar o bem-estar dos animais.
  • Assumir a vanguarda nas soluções de moda circular e continuar a incorporar princípios de design circular em nossos projetos e produção.
  • Colaborar com outras marcas importantes, iniciativas e inovadores para motivar uma mudança sustentável e capaz de adquirir escala.

Nossas metas em 2020 para produtos sustentáveis

100%

de nosso algodão será mais sustentável até 2020.

67%

de todas as nossas matérias-primas, como algodão, viscose e poliéster serão originadas de fontes mais sustentáveis até 2020.

Aumentaremos continuamente os produtos com certifição Cradle to CradleTM em nossos mercados de atuação.

Apoio às inovações circulares em nossa cadeia de valor por meio da parceria com a Fashion for Good.

Nosso desempenho em 2018

Rumo a 100% de uso de algodão mais sustentável

Nossa meta de usar 100% de algodão mais sustentável é o alicerce da nossa abordagem à sustentabilidade. O algodão é a matéria-prima que mais usamos no mundo, constituindo 57% dos materiais que utilizamos (ou aproximadamente 120.000 toneladas). Isso significa que nosso trabalho com algodão sustentável contribui de forma significativa para reduzir o total da nossa pegada de carbono e hídrica e o uso de produtos químicos em toda nossa cadeia de valor. Como estamos determinados a cumprir nossa meta e, ao mesmo tempo, enfatizar o nosso compromisso de colaborar com o setor, além do algodão orgânico, compramos também o Better Cotton.

Rumo a um algodão mais rastreável

Outro passo importante é o inovador Projeto-Piloto de Rastreabilidade de Algodão Orgânico que realizamos em 2018 com a Fashion for Good, a C&A Foundation, o Organic Cotton Accelerator (OCA), Bext360, Zalando, PVH e Kering. Esta iniciativa pioneira e colaborativa utiliza novas tecnologias para rastrear o algodão orgânico nos tecidos através da cadeia de valor, que é valiosa para garantir a integridade, qualidade e pureza do algodão orgânico - e garantir que ele não seja misturado com algodão convencional em qualquer estágio.

Como a rede de fornecimento de peças de vestuário é fragmentada e complexa, é um desafio rastrear  roupas até suas origens. O projeto-piloto está analisando a tecnologia blockchain para permitir a rastreabilidade. A abordagem permite a integração eficiente de dados de várias fontes na rede de fornecimento, além do uso de visão de máquina, inteligência artificial, sequenciamento de microbioma e marcadores exclusivos no produto para garantir a integridade e a qualidade.

Na fazenda, a trilha digital da solução cria transparência, verificando o material e garantindo que o preço justo das marcas esteja chegando aos agricultores. A trilha digital também simplifica as transações para os agricultores e permite que os bancos forneçam empréstimos. No nível do consumidor, a tecnologia lança uma luz sobre os fornecedores e fabricantes responsáveis pelo produto final, aumentando a transparência. Até agora, o projeto-piloto se concentrou no processo de fiação de algodão. O próximo passo seguirá até o tingimento e o acabamento e, finalmente, ao consumidor.

Leia mais sobre o nosso trabalho com algodão orgânico certificado

Leia mais sobre o nosso trabalho com Better Cotton

100% de plumas e penas adquiridas de forma responsável

Em 2016, alcançamos nossa meta de adquirir 100% de penas e plumas certificadas pela RDS, e a mantivemos em 2018. Para fazer nosso compromisso avançar para a etapa seguinte, em 2017 conduzimos visitas a fornecedores certificados pela RDS que já haviam atendido a C&A, para compreender melhor como a diretriz foi implementada e onde melhorias poderiam ser feitas. Confirmamos que a RDS impede muitas práticas prejudiciais, incluindo a engorda forçada e a depenagem de animais vivos. Entretanto, também constatamos que a norma poderia ser melhorada para assegurar que as exigências sejam suficientemente detalhadas nos países onde a legislação de bem-estar animal é menos rígida. Compartilhamos os resultados de nossa pesquisa com a Textile Exchange e, desde então, temos trabalhado com eles para implementar melhorias na norma. Também temos a satisfação de informar que a diretriz revisada está sendo examinada para publicação ao longo de 2019. Ao mesmo tempo, estamos consolidando também nossa rede de fornecimento de plumas e penas para trabalhar com menos fornecedores. A C&A continua comprometida com a RDS como a melhor maneira de obter nossas plumas e penas de forma responsável.

Leia mais sobre o nosso trabalho com plumas e penas de origem responsável

Continuando nossa jornada com fibras recicladas

Em 2017, a C&A Europa começou a tomar medidas significativas para aumentar o uso de fibras recicladas em nossas coleções. Desde então, utilizamos poliéster reciclado em agasalhos e blusas, náilon reciclado em lingeries e temos utilizado constantemente algodão reciclado em jeans. Em 2018, isso resultou em mais de 300.000 itens contendo poliéster reciclado vendidos nas lojas europeias. As lojas da C&A Europa também venderam 95.000 peças contendo algodão reciclado, nas coleções jeans Masculina e Feminina.

Leia mais sobre o nosso trabalho com poliéster

Protegendo os recursos naturais

Depois dos esforços significativos para adquirir algodão sustentável, nosso material mais usado, atualmente estamos focando em fibras de celulose artificiais como a viscose, que representam 8% das matérias-primas que utilizamos.

Seguindo nosso compromisso com a CanopyStyle Initiative e a adoção de uma política de Florestas e Tecido (Forest & Fabric) em 2015, a C&A Europa e a C&A China se comprometeram, em 2017, a adquirir todas as fibras de celulose artificiais de produtores que são fornecedores terceirizados de celulose e foram considerados de “baixo risco” em termos de fibras controversas. Em 2018, 100% dos fornecedores de fibra de celulose para a Europa e China foram considerados de baixo risco.

A C&A Brasil implementou uma política de Florestas e Tecido para sua rede de fornecimento doméstica com 20 fornecedores, que representam cerca de 60% do volume doméstico de fibras de celulose artificiais. Planejamos o desenvolvimento da abordagem em nossa rede de fornecimento brasileira em 2019.

Protegendo os recursos naturais

No âmbito global, reafirmamos o nosso compromisso com as fibras de celulose artificiais responsáveis ao nos comprometermos com o Plano de Ação da Changing Markets Foundation, lançado em 2018. O plano de ação é um marco importante para a fabricação responsável de fibra de viscose e modal e descreve as etapas necessárias para enfrentar esses desafios.  

Leia mais sobre o nosso trabalho com viscose e fibras de celulose sintéticas